A Dra. Katia Horpaczky fala sobre relacionamentos em uma entrevista exclusiva!

1. Em um relacionamento, é normal que o casal acabe se adaptando um ao outro e mude o seu comportamento? Como isso acontece?
Dra Kátia Horpaczky: 1- É normal sim, em qualquer tipo de relação social, familiar até profissional. Sempre estamos nos adaptando. Isso começa com a admiração e assimilação do parceiro.

2. A pessoa precisa estar aberta a mudar quando decidir entrar em um relacionamento?
Dra Kátia Horpaczky: 2- Sempre é importante estar abertos as transformações. Encarar a mudança como uma evolução. Um aprendizado e ensinamento.

3. O amor envolve ensinar novos comportamentos ao outro? Quais tipos de comportamentos? Gostaria que falasse sobre isso.
Dra Kátia Horpaczky: 3- o amor envolve cumplicidade, companheirismo e ensinar sim, não impor achando ser o dono
da verdade. Cada casal, cada um vai analisar e identificar o que pode ser mudado. Não existe uma regra. O casal vai se conhecendo e entrosando, criando uma sintonia. As transformações de comportamentos surgem de acordo com as
preferências e necessidades.

4. Então, aquela história de que “você não deve mudar quem você ama” não é totalmente verdadeira? Algumas mudanças
são esperadas e até necessárias? Quais?
Dra Kátia Horpaczky: 4- Eu não tenho que mudar ninguém. Ninguém muda alguém. Aí já é imposição.
Estamos falando de sintonia, adaptação e entrosamento. O casal é que vai definir se existe alguma necessidade de mudança e qual seria.

5. Mas o que é possível de mudar no outro e o que não é possível, nem recomendável?
Dra Kátia Horpaczky: 5- Se eu imponho e exijo que o outro mude para ficar comigo, esse relacionamento está findado
ao fracasso. Por exemplo: o marido é fitness, alimentação saudável, e a esposa não é.
O que ele pode fazer? Compartilhar, conversar, mas se a esposa não quiser tem de respeitar.
Respeito é a chave de sucesso nas relações e não forçar , criticar, ameaçar.

6. Como você percebe que está ultrapassando os limites e impondo o seu jeito e as suas vontades no outro?
Dra Kátia Horpaczky: 6- Quando minhas atitudes produz tristeza e insatisfação no parceiro.
A relação perde o brilho. O outro se sente coagido e ameaçado.

7. A outra pessoa, sozinha, consegue perceber se está sendo manipulada para agir como o outro quer? Quais são os
sinais disto?
Dra Kátia Horpaczky: 7- As vezes percebe e as vezes não percebe para não entrar em conflito.
Os sinais são: estado depressivo, apatia e medo constante.

8. Se uma das parte nunca ceder, e a outra concordar sempre, pode ser um sinal de que algo está errado? Por quê?
Dra Kátia Horpaczky: 8- Sim é um sinal! Porque uma relação tem de ser de cumplicidade e companheirismo.
Sempre envolve comunicação e respeito.

By |2019-09-26T16:47:16+00:00setembro 19th, 2019|família, Relacionamentos|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment