Ciúme

Você tem ciúme do passado? Ou do presente/futuro do(a) parceiro(a)?

Apaixonados têm dificuldade em lidar com as histórias antigas de seus parceiros e gostariam de apagar experiências anteriores. Isso acontece com você?
O ciúme do passado é mais comum do que se imagina e, geralmente, vivido por indivíduos conscientes do absurdo que isso possa parecer.

Como superar o ciume do passado? Não sofrer pelas antigas vivências do parceiro é sinal de extrema maturidade, mas tal racionalidade desaparece quando estamos apaixonados. Isso acontece porque as emoções são atemporais. Imaginar quem a gente ama com outra pessoa no passado pode ser tão doloroso quanto enxergar a cena no futuro ou no presente. Assim, é preciso domar os sentimentos aflorados para evitar criar problemas. Os especialistas concordam que os pequenos detalhes de histórias antigas podem estimular ainda mais a insegurança do ciumento, resultando numa autotortura sem fim. Dessa forma, não dê detalhes e muito menos queira saber pormenores de como era a relação anterior. Se o seu atual perguntar, apenas responda genericamente. “Não responder nada também é perigoso. Vai dar margem para a imaginação”. Omitir informações não significa mentir. “Muitas pessoas mentem pra não machucar o outro e depois acabam caindo em contradição”.

O jeito é dialogar em busca de certezas e, além disso, observar o próprio comportamento: baixa autoestima, insegurança exagerada e pensamentos repetitivos podem denunciar um problema maior.

Katia Horpaczky
CRP 06/41.454-3
Psicóloga Clínica especialista em Relacionamentos, Sexualidade e Terapia de Casal
Atendimento psicológico online ou presencial
Whatsapp
55 11 9.9234-1498

By |2020-02-03T19:29:33+00:00fevereiro 3rd, 2020|Relacionamentos|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment